sexta-feira, 22 de agosto de 2008

Acontece sempre comigo


Não adianta. Eu bem que tentei me livrar "disso" que eu nem sei o nome mas não consigo !

Entro no ônibus e o cobrador me diz para aguardar que ele não tem troco. Sentei-me ao lado de um rapaz com um tênis Adidas branco e azul bem bonito - o tênis.

Ele estava de calça jeans, camisa social e mochila. Ele usava óculos e não tinha cheiro (esse detalhe é muito importante nos dias de hoje).
Mal me sento ele me pergunta se eu carregava uma metralhadora na bolsa. Como assim ?!? Eu olhei pra ele com uma cara de "qual é a da parada meu irmão" e respondi depois de uma breve análise ocular que não carregava uma, carregava várias e que elas estavam desmontadas.

Minutos depois lá vem ele. Onde você comprou essa bolsa vendia bolsa nova ? Por um instante pensei em mandá-lo encontrar o "Tio A" lá na puta que o pariu. Ele não foi. Não respondi a segunda pergunta devido a uma breve nova análise ocular, olfativa e psicológica. Conclui que o rapaz sem cheiro de Adidas nos pés devia estar a caminho do profissional que o ajudará a não fazer mais perguntas a desconhecidos dentro do ônibus.

Dentro do ônibus tudo acontece. Vai que ele pergunta e toma uma saraivada de tiro de metralhadora ? !?

Vai que ele fica descalço ?!?!

Vai que ele toma só uma bolsada velha na lata sem cheiro dele ?!?!? essa seria a melhor da hipótese.


Vai que ele vai pra puta que o pariu encontrar o "Tio A" !?????

Um comentário:

Adriana e Felipe disse...

Estamos querendo arrumar vários coleguinhas para o tio A kkk

Pesquisar este blog