sábado, 13 de setembro de 2008

Minha cidade


Reconheço o meu amor e minha dor por essa cidade. Outras mil terão piores ou iguais problemas, mas e daí, eu não moro nelas.
Sofro com tanta sujeira. Como pode uma cidade ter tanto habitante porco com alto IDH que arremessam seus lixinhos pelas janelas dos seus carros, como podem ?

Bueiros entupidos. O que eu tenho que dar de pulinhos por causa desses entupimentos... É de se pensar em uma grande atividade lúdica pública : Pula a Bosta agora !
E o cheiro ? nem falo nisso...

Eu perco a conta de quanta gente mora na rua. É muito triste. Na praia de Botafogo, numa manhã contei 15 pessoas. Sabe lá o que são trinta pés sobre uma grama, sem contar os infantis ? A gente não sabe.
Beliches ao ar livre talvez desse dignidade ao sono e um melhor aspecto a cidade. Sem essa de dizer que não tem que ter gente morando na rua, e vão morar aonde ? Eles só não moram em frente a casa do Prefeito, do Governador, do Deputado, do Ike Batista (será que é assim que se escreve ? Dane-se o Batista). Desde que o mundo é mundo existem os miseráveis.
O que que eu faço pra ajudá-los ? eu não faço nada. É isso, eu não faço nada. Dou alguma comida, dou lençol, dou roupas e sapatos, mas e daí ?

E os tropeços ? É tanta calçada desnivelada, esburacada, com bosta jorrando que é impossível não dar um tropeço diariamente.

O carioca está definitivamente PARADO !!!!

E se eu for ficar escrevendo sobre problemas ....já estou de saco cheio !

Essa cidade, apesar de tantos problemas, é muito bonita !
Esta longe de ser maravilhosa mas é encantador logo pela manhã dar de cara com a enseada de Botafogo, com o Pão de Açúcar, com o Aterro ... as vezes eu queria poder voar ...
Sorte a minha !

Nenhum comentário:

Pesquisar este blog