quinta-feira, 8 de janeiro de 2009

O barulho


O Barulho
O barulho faz barulho,
um barulho do caralho !
Barulho miserável que vem de todo canto
atazanando muitos sonos de quem quer tanto dormir.
Êta barulho indecente da boca dessa gente gritona,
que devia se engasgar para pararem de falar, quem sabe com azeitona !
É o apito do guarda tentando ajustar o caos na esquina quente,
É a sirene do Bombeiro avisando aos quatro cantos que tem gente esperando,
e aí dá-se a desgraça dessa orquestra desafinada de buzinas destoadas, apertadas ao mesmo tempo pedindo passagem musicada pra quem está precisando!
Barulho criado em casa
Barulho do bate asas
Barulho da calopsita frenética
Barulho da cadelinha esquelética,
Barulho do joguinho do computador,
Barulho .... que horror !!!
Barulho da panela de pressão, barulho da panela no fogão !
Barulho da rua
Barulho do botequim fedorento,
A moto do chifrudo que avisa a quilômetros de distância que ele já está chegando e as janelas estremecem e os ouvidos adoecem !
Agora o barulho é um pouco menor, férias ... ah, as férias que já estão terminando e novos barulhos começando.
Então bota barulho nisso que não adianta reclamar, nem fazer poema concreto, nem fazer nada, nem elogiar e nem se apaixonar.
O mundo é uma caixa barulhenta e ponto final.


Pesquisar este blog