domingo, 23 de janeiro de 2011

Texto de 11 de 10 ou de 1?


E eu que gosto tanto de verdades já não agüento mais sabê-las.
E eu que não invento nada!
E eu que entrei numa máquina de moer e estou saindo torturada, triturada, despedaçada do outro lado.
E eu que já nem sei muito bem o quero às 9h30min..
E eu que já não sinto saudade de momento.
E eu que me arrependo.
E eu que choro há muito.
E eu que numa 3ª feira prometi não brigar.
E eu que quero brigar.
E eu que me envergonho de algumas verdades da minha vida.
E eu que não suporto mais decepções.
E eu que me transporto para uma encenação.
E eu que era alegre e brincalhona até aqui e já não sou.
E eu que entrei ‘numa de me comparar”.
E eu que acompanho cada sucesso e derrota com a mesma dedicação.
E eu que não tenho cabelo comprido.
E eu que não fiz mestrado.
E eu que brigo com todo mundo menos com você.
E eu que não sou loira.
E eu que não tiro foto na cama.
E eu que tenho medo de barata  tanto quanto de morrer
E eu que penso no Ceará.
E eu que não quero pensar no que estou pensando.
E eu que me acho interessante.
E eu que me esqueci como um livro empoeirado na estante.
E eu que tenho medo de não amar.
E eu que gosto de mar e borboletas.
E eu que vejo o tempo passar e queria que tudo fosse pra sempre.
E eu que gosto de incenso e frutas e imagens de santos.
E eu que hoje sonhei com açúcar.
E eu que não sou doce.
E eu que me entristeço por sua defesa.
E eu que gosto de rock e mpb.
E eu que tive um bebê.
E eu que sou Fluminense apaixonada.
E eu que estou com raiva de outubros.
E eu que não acredito mais em futuro.
E eu que vivo esse presente presente.
E eu que bem queria estar contente por ser um monte de coisas que não sou, somente...

Pesquisar este blog