segunda-feira, 15 de agosto de 2011

Histórias de prados





Era uma vez uma vaca, um boi, uma piranha, duas galinhas – uma velha e a outra chacrete amarela. Tinha também uma perereca mas ela só faz parte desse conto por causa do seu nome, “perereca”.
O boi comia a vaca, comeu a piranha e as duas galinhas. Não. O boi comeu a piranha e a galinha velha aí entra a perereca na história.

Era uma vez uma vaca babaca, uma piranha ambiciosa, um boi igualmente ambicioso.
O boi “formou” com a piranha e se divertiram muito.
- Como é que é? O boi “formou” com a piranha ?
Isso mesmo.
-Não. Boi “forma” com a vaca!
Foi assim, pares diferentes. A vida é assim: “pares opostos se distraem ”, ou será que não?
Aí o boi foi beber água e engoliu a piranha. A vaca o salvou. A vaca era uma boa vaca na condição de vaca boa e babaca.
Um dia o boi ambicioso pastando encontrou uma galinha velha galinhando.
Lá vai:Era uma vez uma vaca, uma galinha velha e um boi. O boi comia a vaca, comeu a galinha velha..
- Não, outra vez ? Que diacho de boi tarado é esse !?!?!?
Pois é, boi desalmado... Comeu a galinha velha que é galinha velha mesmo e vaca que é boa e babaca.
A vaca nem precisou salvar o boi dessa vez. Ela estava muito precisada da ajuda do boi e ele nem sentiu o gosto direito da galinha velha....
Era uma vez uma vaca, uma galinha chacrete amarela e um boi.
O boi comia a vaca, comeu a galinha chacrete amarela....
- Peraí, boi não come galinha !?!?!?
De novo. Era uma vez uma vaca babaca, uma galinha chacrete amarela e um boi. O boi comia a vaca, comeu a galinha. ..
- Perái,  boi não come galinha !??!!
Outra vez. Era uma vez uma vaca, uma galinha chacrete amarela e um boi.
O boi comia a vaca e não comeu a galinha!
-  Ôpa, não comeu a galinha? Não.
- Agora sim, boi não come galinha!
Mas coitadinho do boi, ficou tristinho comeu uma perereca no lugar da galinha e se engasgou. A vaca o salvou.
A vaca mandou o boi comprar uma bóia de patinho, um coador, cd de “love songs”, óleo de peroba lata de 10 quilos, modelador de cabelo (pra fazer chapinha),  kit “transa selvagem” na sex shop, laptop com cadeado,  babador, chupeta, carro, plano de saúde, chapéu de cantor sertanejo e faqueiro apropriado para comer perereca ..
A vaca queria ter sido presenteada com uma “porta da esperança”. A vaca é inteligente e entende “quase tudo” ou pelo menos se esforça pra entender. A vaca leu um dia de um cara chamado Dante  Alighieri – “ ... o inferno é aquele lugar em que ao entrar, você deixa a esperança na porta”. O inferno, portanto é a ausência da esperança. A vaca  "fechou a porta".
A vaca era uma boa vaca na condição de vaca boa e babaca.

Era uma vez uma vaca e um boi. O boi comia a vaca.
-Ufa! até que enfim
A vaca babaca estafou de tanto salvar o boi e assumiu a condição de boa vaca na condição de vaca boa e agora é só vaca ou vaca só...
O boi? o boi anda lustrando e polindo os chifres na condição de boi que é e sempre será.

Pesquisar este blog